Rúben Neves saltou do banco mas conseguiu ajudar o FC Porto a vencer o Rio Ave, em jogo da 16ª jornada da I Liga.

Os "dragões" marcaram por Herrera mas sofreram o empate ainda na primeira parte. O médio reconhece que a equipa baixou o ritmo de jogo e isso foi fatal.

O que faltou? “Faltaram golos. Tivemos oportunidades para marcar mas as coisas não estão a sair. Marcamos primeiro mas depois baixamos o ritmo, depois voltamos ao jogo, mas sofremos um golo numa infelicidade. Vamos continuar a trabalhar, estamos no 2º lugar e temos tudo para dar a volta por cima".

Quebra de ritmo: "Entramos bem mas depois de marcar baixamos o ritmo. A este nível não pode acontecer.

Pressionado com o tempo: "Entramos a pressionar o Rio Ave, mas não conseguimos marcar. Fizemos tudo para fazer golo mas não fomos felizes".

Equipa fragilizada: "Claro que estamos fragilizados mas no dia seguinte já levantamos a cabeça e vamos trabalhar forte para chegar ao fim-de-semana e conseguir a vitória".

O FC Porto empatou em casa com o Rio Ave a uma bola e foi alcançado pelo Benfica no 2º lugar da I Liga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.