Rui Alves tomou esta terça-feira posse como presidente do Nacional, da I Liga portuguesa de futebol, fazendo um alerta ao Governo Regional da Madeira, que, no seu entender, "ainda não percebeu que o desporto é saúde, é educação e cultura".

No regresso ao dirigismo, após quase um ano de interregno, por ter deixado o clube para se candidatar à Liga de clubes, o presidente eleito previu "dificuldades, porque os desafios são também maiores", mas revelou que confia "em toda a estrutura do clube, para o trabalho" a desenvolver.

"Ainda não conseguimos fazer com que os responsáveis políticos sintam que o desporto é saúde, é educação e cultura", explicou o presidente eleito para um mandato de três anos.

Rui Alves prometeu ainda que irá contactar "duas empresas internacionais para que, de uma vez por todas, os madeirenses possam saber quanto custa a I Liga portuguesa e uma outra para que se saiba quanto valem as marcas Nacional, Marítimo e União da Madeira".

Este estudo, segundo revelou, será "entregue ao Governo Regional", porque Rui Alves diz não conhecer "nenhum setor, na Madeira, que tenha feito mais pela Região do que o desporto".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.