Rui Costa quebrou o silêncio sobre as agressões do passado sábado, à saída para o intervalo do jogo com o Braga, para estranhar a queixa-crime apresentada pelo director-geral do Braga por causa de uma alegada ameaça de morte. “É curiosos que a pessoa que apresenta uma queixa-crime tenha sido a mesma pessoa que no final dos acontecimentos, e entre direcções que está a discutir o tema, seja a única pessoa que é afastada da sala pelo próprio presidente dele, provavelmente porque não se estava a comportar bem”, disse Rui Costa aos jornalistas no final de uma visita à escola D. João V, na Amadora.

Rui Costa refere ainda, sobre este comportamento de João Gomes, que não comenta o tema pois o director-geral do Braga quer uma importância “que não tem”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.