Atualmente a treinar o Al-Nassr da Arábia Saudita, Rui Vitória continua atento ao campeonato português. Em declarações ao Canal 11, o técnico português apostou numa luta a dois pelo título nacional.

"O Benfica e o FC Porto estão mais fortes. Está e vai ser uma luta a dois, pois o Sp. Braga e o Sporting estão mais longe", começou por dizer o antigo técnico dos 'encarnados'.

"São duas equipas mais fortes e ambas com uma visão clara: há jogos que são para jogar e outros que são para ganhar. Às vezes o foco é ganhar, há momentos decisivos e os jogadores sabem que são importantes. Há momentos em que é preciso ganhar e arranjar mecanismos como as bolas paradas, o aproveitar os erros do adversário, a qualidade individual que faz a diferença e a qualidade coletiva", acrescentou.

Sobre a contratação do médio Julien Weigl pelo Benfica, Rui Vitória diz que foi "um sinal enorme ao mercado". "Já na altura o presidente [Luís Filipe Vieira] pensava nisso. Em valorizar formação e dar mensagens para fora. Não é fácil ir buscar um jogador destes ao Dortmund, foi um sinal enorme ao mercado. Internamente é um sinal de poderio e de que o Benfica não está ligado a ideias pré-concebidas. A formação vai ser sempre de qualidade mas é preciso conjugar com ainda mais qualidade que venha de fora", vincou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.