Rui Vitória é sabido. Não gosta de individualizar e prefere destacar o coletivo. Quando questionado sobre o menor rendimento de Rafa e Carrillo, o técnico encarnado justifica com aquilo que classifica de "oposição forte"

"Não gosto de individualizar. No ano passado tínhamos 27 jogadores, estar a falar de dois [Carrillo e Rafa]. Há muita gente que fica de fora e tem valor. São 11 jogadores. A época é longa, cada jogador tem a sua forma de se adaptar. A oposição é mais forte. Há uma serie de circunstâncias que fazem com que os jogadores não tenham a plenitude dos jogos numa só época. Há uma serie de aspectos que temos de equacionar", começou por referir.

Sobre a maior veterania da equipa, o técnico encarnado desvaloriza e sublinha que para ele "a idade é irrelevante".

"Temos de facto um conjunto de jogadores experimentados, um conjunto de jovens jogadores com muito talento. Temos um conjunto de jogadores que trabalha muito bem. Tenho quase a certeza que a totalidade dos jogadores estão próximos de jogar. Estes jogadores estão com uma forma de estar que a mim me orgulha e estão todos prontos para jogar. Mais idade, menos idade é irrelevante", atirou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.