O treinador Rui Vitória inverteu a tendência negativa frente ao Sporting nos últimos confrontos, apesar de o saldo global com o adversário da terceira jornada da I Liga portuguesa de futebol ainda lhe ser desfavorável.

O técnico ribatejano, de 48 anos, defrontou o Sporting em 22 ocasiões, ao serviço de Fátima (dois jogos), Paços de Ferreira (três), Vitória de Guimarães (nove) e Benfica (oito), somando seis triunfos, 11 derrotas e cinco empates.

No entanto, nos últimos cinco encontros, Rui Vitória saiu incólume, vencendo dois e empatando três, sendo que o último desaire remonta a 21 de novembro de 2015, quando os 'encarnados' foram eliminados da Taça de Portugal, em Alvalade, ao perderem por 2-1, depois de já terem cedido na Supertaça (1-0) e na primeira volta do campeonato (3-0).

Desde então, as 'águias' venceram em casa do rival (1-0), com um golo de Mitroglou, que praticamente sentenciou a conquista do tricampeonato, triunfaram na temporada seguinte (2016/17), na Luz (2-1), e empataram os três últimos embates.

Na segunda volta da I Liga 2016/17, o Benfica manteve-se firme na luta pelo título - que viria a conquistar - graças a um golo do central Lindelöf, em resposta ao tento inaugural de Adrien (1-1), o mesmo sucedendo no primeiro dérbi da época passada. Na Luz, Gelson Martins adiantou os 'leões' na primeira parte, mas, aos 90 minutos, Jonas igualou o encontro, de penálti (1-1).

No derradeiro confronto com os 'verde e brancos', o Benfica não foi além de um nulo em Alvalade (0-0), na penúltima jornada da I Liga, resultado que permitiu ao FC Porto festejar a conquista do campeonato.

Por outro lado, o primeiro embate de Rui Vitória com o Sporting deu-se em 2007/08, na primeira edição da Taça da Liga, quando o técnico orientava o Fátima, da II Liga. Depois de ter eliminado o FC Porto na prova, o Fátima cruzou-se com os 'verde e brancos' e venceu a primeira mão da quarta eliminatória por 2-1, mas acabaria por ser eliminado, devido à derrota por 3-2, no segundo jogo.

O reencontro de Rui Vitória com o Sporting só voltaria a acontecer três anos mais tarde, em 2010/11, já com o técnico ao comando do primodivisionário Paços de Ferreira. Na ronda inaugural, Mario Rondón assegurou o triunfo dos 'castores', na Mata Real (1-0).

De resto, o mesmo viria a suceder no jogo da segunda volta, desta feita com uma vitória pacense por 3-2. Entre estas duas partidas da I Liga, o Sporting eliminou os 'castores' da Taça de Portugal (1-0).

Na temporada seguinte (2011/12), Rui Vitória assumiu o comando do Vitória de Guimarães e as duas partidas com o Sporting saldaram-se em duas derrotas no campeonato (1-0 e 5-0), antes de duas igualdades registadas em 2012/13 (0-0 e 1-1).

Em 2013/14, os 'leões' voltaram a superiorizar-se à equipa comandada pelo técnico, vencendo os dois jogos da I Liga, primeiro em Guimarães e, depois, em Alvalade, ambos pela margem mínima (1-0).

Na última época ao comando dos vitorianos, Rui Vitória conseguiu triunfar na primeira volta do campeonato, na Cidade Berço (3-0), impondo o primeiro desaire ao Sporting na I Liga, mas, nas outras duas partidas desse ano, o conjunto orientado por Marco Silva venceu na Taça da Liga (2-0) e na segunda volta do campeonato (4-1).

Benfica e Sporting jogam no sábado, a partir das 19:00, no Estádio da Luz, em Lisboa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.