Segundo comunicado do Conselho de Administração das “águias”, as várias percentagens sobre os direitos desportivos foram alienados «a título definitivo ao Fundo ‘Benfica Stars Fund – Fundo Especial de Investimento Mobiliário Fechado’, gerido pela ‘ESAF – Espírito Santo Fundos de Investimento Mobiliário, SA’».

O argentino Gaitan e o espanhol Nolito, ambos extremos e cujos direitos desportivos foram cedidos em 15 e 20 por cento, respetivamente por 2,025 e 1,3 milhões de euros, foram os mais valorizados por ambas as partes.

O central argentino Garay e o médio brasileiro Bruno César viram os seus passes transacionados em 10 e em 15 por cento, rendendo 1,175 e 1,035 milhões de euros, enquanto 10 por cento dos direitos desportivos do avançado argentino Jara, emprestado aos espanhóis do Granada, valeram 600 mil euros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.