A SAD do Sporting de Braga apresentou um resultado recorde de 5,2 milhões de euros na época 2010/11, revelou hoje o clube da Liga de futebol no relatório e contas publicado no seu sítio oficial.

Pelo segundo ano consecutivo, a SAD do futebol bracarense apresentou resultados positivos, «consolidando cada vez mais financeiramente a sociedade, ao que se alia o inquestionável sucesso desportivo numa demonstração inequívoca do êxito do rumo traçado», pode ler-se no documento.

É a primeira vez na história da SAD "asenalista" que se alcança um resultado superior a cinco milhões de euros (ME), depois de em 2009/10 ter atingido os 3,3 ME e em 2008/09 ter registado um resultado negativo de 2,5 ME.

Este é sexto desfecho positivo em oito anos de consulado de António Salvador.

O resultado financeiro diz respeito ao período entre 01 de julho de 2010 e 30 de junho de 2011 e é indissociável do sucesso desportivo da última época, em que começou por se estrear na Liga dos Campeões e terminou a disputar a final da Liga Europa, como frisou o presidente do clube.

«O bom desempenho e crescimento no binómio desportivo e financeiro, proporcionou-nos ser distinguidos, a nível Europeu, pela UEFA com o prémio Best Sporting Progress 2011, atribuído ao clube que mais cresceu no referido ano», lembrou António Salvador.

Só com a campanha europeia «foi possível o encaixe financeiro de 18,7 ME, decisivo no alcance do resultado líquido do exercício obtido» e para o qual contribuiu ainda e de forma «preponderante» a venda de Matheus e Moisés ao Dnipro e Al-Rayyan, respetivamente.

Nota de realce para o aumento de 87,6 por cento nas receitas de bilheteira e na cedência ao FC Porto, por 360 mil euros, do direito de preferência sobre três jovens valores: o defesa Vítor Hugo, o médio João Maia e o avançado Diogo Cunha, todos eles ainda juniores.

As transações de jogadores representaram um valor líquido negativo de 790 mil euros, sendo que não foram contabilizados os sete milhões da venda de Sílvio para o Atlético de Madrid, pertencente já ao exercício 2011/12, nem tão pouco a eventual venda de Pizzi, que, a concretizar-se, constituirá, de longe, a venda mais cara de sempre do Sporting de Braga.

A SAD minhota confirmou que, se o Atlético de Madrid quiser exercer o direito de opção sobre o extremo português (emprestado até junho de 2012), terá que o fazer até 31 de dezembro e pagar 15 ME.

Estas e outras informações serão prestadas aos acionistas do Sporting de Braga em Assembleia-Geral (AG), no dia 14 de outubro, às 18h00, na sede da Associação de Futebol de Braga. Às 20h30, no mesmo local, terá lugar a AG do clube.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.