Samaris ainda está a saborear o título de campeão nacional de Portugal conquistado com a camisola do Benfica. O médio grego ficou impressionado com o que viu no Marquês Pombal, onde o Benfica fez a festa.

"Quando fomos para o Marquês de Pombal, depois do jogo com o V. Guimarães, aconteceu uma coisa que nunca vi na minha vida, com muita gente. Não sei quantos lá estavam mas gostei de lá estar e quando fizemos a festa após o jogo com o Marítimo. Esta festa era merecida pela maioria do clube", disse Samaris à BTV.

O médio grego mostrou-se feliz por ajudar o Benfica a alcançar o bicampeonato mas já pensa na próxima época.

"Estou orgulhoso. Não há palavras para descrever isso. É muito importante saber que és parte de uma coisa que não acontecia há 31 anos. Quero ser parte do próximo ano também. O tricampeonato é muito importante para a equipa, adeptos e todos os que trabalham aqui no clube", atirou.

O jogador teve de fazer uma adaptação quando chegou e jogar numa posição a que não estava habituado.

"No Panionios jogava como médio mais ofensivo, tinha sempre outros jogadores atrás para defender, mas no Olympiakos já desempenhava funções mais defensivas. No Benfica tive de melhorar alguns aspetos, como a velocidade, e tive ainda de melhorar defensiva e taticamente", comentou Samaris, na entrevista ao canal de televisão do Benfica.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.