O avançado colombiano Fredy Montero, que vai trocar o Sporting para o Tianjin Teda, da China, despediu-se na segunda-feira manifestando a convicção de que os 'leões' estão destinados a ser campeões nacionais de futebol.

"Não vai mudar nada com os que entram e os que saem. Se a equipa está destinada a ser campeã, vai ser campeã. Estou muito orgulhoso por cumprir 50% deste caminho. Estamos em primeiro e desejo sorte a todos", afirmou Montero à Sporting TV, depois o clube ter anunciado a cedência de 80% dos direitos do jogador por cinco milhões de euros.

Montero, de 28 anos, disse estar entusiasmado com a ideia de conhecer um novo país e uma nova cultura, desejando ser uma peça fundamental na sua nova equipa, depois de dois anos e meio no Sporting, ao longo dos quais a conquista da Taça de Portugal na época passada foi um dos momentos que destacou.

"O jogo da final do Jamor... É um título, foi o primeiro na Europa. É uma sensação única, com todos os adeptos a festejar. É um momento marcante na carreira", disse o avançado sul-americano, que chegou ao Sporting em 2013 e marcou 16 golos em 33 jogos na primeira época ao serviço dos 'leões' em todas competições. Em 2014/15, fez 15 tentos em 38 encontros.

Com a chegada do compatriota Teo Gutiérrez e, sobretudo, do costarriquenho Bryan Ruiz, que têm sido as principais opções para fazer companhia no ataque ao argelino Islam Slimani, Montero perdeu espaço. Alinhou em 23 jogos, dos quais 12 no campeonato e apenas cinco destes como titular, marcando seis golos.

"Entrei no Sporting com três golos [no arranque do campeonato de 2013/14, frente ao Arouca], mas não me vou esquecer que saio depois de marcar um golo importante para segurar a liderança", afirmou Montero, que apontou o tento na vitória sobre a Académica, no sábado, na 20.ª jornada da I Liga.

Montero salientou ainda que quando chegou "era um momento difícil para o clube" e que, ao longo destes dois anos e meio, "o Sporting recuperou o seu estatuto", sobe o comando de Leonardo Jardim, Maco Silva e Jorge Jesus.

"Trabalhei com três treinadores portugueses, com ideias de jogo diferente. Jorge Jesus é muito exigente, pede o máximo. É um grande estratega. Sabe sempre em que jogo deve alinhar determinado jogador em função das suas caraterísticas", sublinhou.

Montero, que tinha contrato com os 'leões' até junho de 2018, chegou em 2013 proveniente do Millonarios, da Colômbia, ao qual estava emprestado pelo Seattle Sounders, dos Estados Unidos.

Formado no Deportivo Cali, foi emprestado ao Atlético Huila no início da carreira, em 2006, antes de regressar ao clube de origem no ano seguinte, para rumar ao campeonato norte-americano em 2009.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.