O Gil Vicente e o Paços de Ferreira empataram, esta sexta-feira, a três golos, na 34.ª e última jornada da I Liga portuguesa de futebol, num jogo com várias alterações no rumo do marcador.

Numa partida com seis golos, o primeiro foi apontado logo aos dez minutos. Num pontapé de canto da equipa do Paços de Ferreira, Maracás cabeceou à baliza, a bola ainda foi à trave mas acabou por entrar mesmo.

Seis minutos depois, o Gil Vicente empatou através de um livre de Rúben Ribeiro ainda longe da área. Rodrigo saltou entre os centrais pacenses e fez de cabeça o primeiro golo da formação caseira.

Aos 21 minutos deu-se a reviravolta no marcador por parte do Gil Vicente. Numa saída rápida de Rùben Ribeiro em contra-ataque, o jogador gilista aguentou a posse de bola até à entrada da área e tentou a finalização, mas Marco afastou. Kraev aproveitou a defesa incompleta e fez de cabeça o 2-1.

À passagem da meia-hora, o Paços de Ferreira voltou a empatar. Num cruzamento rasteiro de Bruno Santos, Douglas Tanque apareceu na área e atirou de primeira para o fundo da baliza gilista.

No segundo tempo surgiram mais dois golos, um para cada lado.

Primeiro foi o Paços de Ferreira aos 48 minutos. O lance foi inicialmente anulado por fora-de-jogo de Douglas Tanque, mas depois de recorrer ao VAR, Iancu Vasilica validou o golo de Matchoi, o jovem pacense de 17 anos que marcou na sua estreia a titular.

Aos 67 minutos, novamente num pontapé de canto batido por Rúben Ribeiro, Rodrigo desviou de cabeça ao primeiro poste e Lourency finalizou ao segundo, para um novo empate no marcador.

Com ambas as equipas com a manutenção já garantida antes desta jornada, o Gil Vicente está agora em 10.º lugar, com 43 pontos, enquanto o Paços de Ferreira é 12.º, com 39.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.