Os compromissos das seleções ameaçaram a condição física dos futebolistas de Benfica e FC Porto, para o “clássico” de sexta-feira, mas, na maioria dos casos, as viagens terão provocado maior desgaste do que o tempo de utilização.

Sete benfiquistas, excluindo três sub-21 fora das contas de Jorge Jesus, e oito portistas foram chamados a representar várias seleções, mas, dos 15, cinco nem entraram e apenas quatro jogaram mais do que meia parte: ao todo, os “dragões” cumpriram 298 minutos e as “águias” 201.

De todos, o mais “sacrificado” foi o extremo portista James Rodriguez, que jogou 80 minutos na última madrugada, nos Estados Unidos (Miami, Florida), na vitória (2-0) face ao México, sendo o único que saiu do continente europeu.

Por seu lado, só o central benfiquista Garay cumpriu 90 minutos, na vitória da Argentina sobre a Suíça, em Berna, por 3-1, com três golos de Lionel Messi.

Os rivais belgas Witsel, previsível titular no Benfica, e Defour, provavelmente suplente no FC Porto, foram, por seu lado, titulares no empate 1-1 na Grécia, com o benfiquista a disputar 58 minutos e o portista 82.

Destaque ainda para os 45 minutos cumpridos por três jogadores, o benfiquista Maxi Pereira, no empate do Uruguai – sem o portista Cristian Rodriguez - na Roménia (1-1), e os portistas João Moutinho, no “nulo” de Portugal na Polónia, e Marc Janko, que marcou o primeiro golo da Áustria no triunfo sobre a Finlândia (3-1), em Klagenfurt.

Na quarta-feira, apenas mais dois jogadores foram utilizados, ambos pelo selecionador luso, Paulo Bento, que deu 23 minutos ao central portista Rolando e oito ao avançado benfiquista Nelson Oliveira, estreante na seleção “AA”.

O guarda-redes Eduardo, suplente do brasileiro Artur Moraes no Benfica, não foi utilizado.

Por seu lado, o avançado brasileiro Hulk jogou os mesmos 23 minutos de Rolando, mas disputou-os terça-feira, em St. Gallen, na Suíça, onde os “canarinhos” venceram a Bósnia-Herzegovina por 2-1, sem o “capitão” benfiquista Luisão e o defesa esquerdo portista Alex Sandro (suplente do uruguaio Álvaro Pereira), não utilizados por Mano Menezes.

Também na terça, o jovem “encarnado” Rodrigo ficou na bancada a assistir ao desafio dos olímpicos espanhóis, a recuperar de um problema na anca.

Nota ainda para o facto de o selecionador português de sub-21, Rui Jorge, ter utilizado quarta-feira três jogadores do Benfica face à Ucrânia (2-0): André Almeida jogou 90 minutos e Mika e Luís Martins 45, sendo que nenhum deles deverá sequer ser convocado para o clássico.

De todos os jogadores que atuaram pelas seleções, não há notícia de nenhuma lesão impeditiva para o clássico, pelo que só o colombiano James Rodriguez poderá vir a pagar o desgaste com a não utilização no jogo de sexta-feira.

- Minutos disputados pelos internacionais:

Benfica

Quarta-feira, 29 fev:

Garay (Argentina) – 90 minutos.

Witsel (Bélgica) – 58.

Maxi Pereira (Uruguai) – 45

Nélson Oliveira (Portugal) – 08.

Eduardo (Portugal) – Poupado.

Terça-feira, 28 fev

Luisão (Brasil) – Não utilizado

Rodrigo (Espanha – seleção olímpica) – Não utilizado.

FC Porto

Quarta-feira, 29 fev:

Defour (Bélgica) – 82 minutos.

James Rodriguez (Colômbia) – 80 (x).

João Moutinho (Portugal) – 45.

Janko (Áustria) – 45.

Rolando (Portugal) – 23.

Cristian Rodriguez (Uruguai) – Poupado.

Terça-feira, 28 fev

Hulk (Brasil) – 23.

Alex Sandro (Brasil) – Não utilizado.

(x) – Madrugada de quinta-feira em Portugal. Único a jogar fora da Europa, em Miami, na Florida (Estados Unidos).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.