Foi uma das grandes conquistas de Sérgio Conceição desde que assumiu o comando técnico do FC Porto. O treinador português conseguiu reunir um ataque verdadeiramente demolidor, através da motivação de três jogadores que, há uns meses, pareciam estar mais perto da porta de saída do que doutra coisa.

O técnico dos ‘dragões’ convenceu Marega e Aboubakar, dois jogadores que quiseram sair durante a era Nuno Espírito Santo, a ficarem, e insistiu na continuidade de Brahimi, também ele bastante desmotivado aquando da temporada passada.

Os três jogadores ouviram Sérgio Conceição e agora são eles o rosto de um FC Porto renovado: contribuíram com 29 dos 40 golos que a equipa já marcou, ou seja, 73%.

Em toda a época, o trio só não resolveu dois dos 14 jogos que começou como titular: o nulo em Alvalade, frente ao Sporting e o triunfo por 1-0 em Braga, com golo de Corona.

De acordo com o jornal O Jogo, na origem deste trio demolidor estiveram conversar individuais ainda antes de a época arrancar, em que o treinador dos ‘azuis e brancos’ explicou o modelo em que queria jogar, bem como a alteração do sistema tático dos ‘dragões’ para 4x4x2.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.