No final da vitória do FC Porto sobre o Moreirense, Sérgio Conceição explicou a ausência de Ricardo Pereira da ficha de jogo. O lateral, recorde-se, tinha sido convocado para o encontro deste domingo.

"Ele acordou com febre, o que pareciam ser sintomas gripais. Falei com ele e achámos todos melhor que ele não fosse para o jogo não podendo dar o máximo. Tenho no plantel soluções de qualidade, lancei o Maxi, podia ter sido o Layún", disse o treinador, em declarações à SportTV.

"Foi um jogo onde entrámos bem, houve qualidade. Faltou diversificar o nosso processo ofensivo, com o bloco baixo do Moreirense. Penso que podíamos ter feito mais do que dois golos na primeira parte. Na segunda metade não gostei, deixámos o tempo correr. Acredito que com este calor, que estava hoje, fosse difícil mas depois conseguimos acelerar com algumas alterações a nível de estratégia. O resultado é justo e agora é continuar", acrescentou.

Sobre as goleadas dos rivais, ambas por 5-0, Sérgio Conceição considera que é irrelevante os adversários jogarem antes ou depois da sua equipa.

"Vi o jogo do Sporting e do Benfica porque são rivais, mas a minha preocupação é com o FC Porto. Preocupo-me em sermos mais fortes e em melhorar o que temos a melhorar. Não me preocupo se os rivais jogam antes ou depois de nós", referiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.