O Vitória de Setúbal venceu hoje em casa o Vitória de Guimarães, por 2-1, num jogo da oitava jornada da Liga de futebol em que o guarda-redes Diego e Bruno Gallo estiveram em grande plano, frente a um adversário demasiado perdulário.

A equipa sadina adiantou-se no marcador aos 17 minutos, por Hugo Leal, que apareceu no coração da grande área a dar a melhor sequência a um cruzamento da esquerda de Miguelito, após jogada iniciada no jovem Bruno Gallo, que se cotou com uma excelente exibição.

Na primeira grande jogada do desafio, a equipa da casa colocava-se em vantagem para satisfação dos cerca de 3500 adeptos que se deslocaram ao estádio do Bonfim, em Setúbal.

Os adeptos sadinos ainda festejavam o primeiro golo da partida quando Anderson do Ó, numa jogada individual, fez o 2-0, com um remate rasteiro, de pé direito, a surpreender o guarda-redes Nilson, aos 21 minutos.

Num ápice, o Vitória de Setúbal apanhava-se a ganhar por 2-0 aproveitando as duas únicas situações de golos criadas até então.
O Vitória de Guimarães só se mostrou depois de estar a perder por 2-0, mas poderia ter reduzido a desvantagem aos 23 minutos, por João Alves e por Edgar, mas a defensiva sadina foi mais lesta do que os avançados vimaranenses.

A melhor oportunidade de golo da equipa de Manuel Machado acabou por surgir aos 42 minutos, com um remate fortíssimo de Maranhão, que havia entrado para o lugar de João Alves, a fazer a bola embater no poste esquerdo da baliza de Diego.

A vantagem de dois golos ao intervalo premiava a eficácia da equipa sadina, que soube aproveitar as poucas oportunidades de que usufruiu nos primeiros 45 minutos.

No reatamento da partida, o jovem Bruno Gallo fugiu à defensiva vimaranense e, descaído sobre o flanco esquerdo do ataque sadino, rematou forte à barra da baliza de Nilson.

Seguiu-se um período de maior domínio dos vimaranenses, que conseguiram criar alguns lances de perigo sucessivamente anulados pela defensiva sadina ou por Diego, um guarda-redes em alta no Bonfim.

O golo do Guimarães acabou, no entanto, por surgir aos 72 minutos, por Edgar, que cabeceou sem hipóteses para Diego, após um livre no flanco direito.

O domínio dos vimaranenses acentuou-se ainda mais após a expulsão do defesa central do Vitória de Setúbal Ricardo Silva, que viu o segundo cartão amarelo e respectivo vermelho aos 79 minutos.

Mas o Vitória de Guimarães continuou a desperdiçar as oportunidades de golo de que beneficiou na segunda parte, a última das quais já em tempo de descontos, com Diego a fazer uma grande defesa, a dois tempos, e a negar, uma vez mais, o segundo golo a Edgar.

O Vitória de Setúbal soube merecer o triunfo por 2-1 num jogo em que fez uma boa primeira parte e em que soube sofrer para segurar a vantagem mínima nos minutos finais. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.