Shikabala e os dirigentes dos Zamalek querem deslocar-se a Lisboa para que o avançado peça desculpa ao presidente do Sporting Bruno Carvalho e assim se abrir espaço a uma eventual negociação do passe do egípcio.

Recorde-se que o problemático avançado egípcio viajou no dia 4 de setembro de 2014 para o Egipto para representar a seleção do seu país e depois não mais voltou até então. O avançado está desde altura sob a alçada disciplinar da SAD leonina.

A imprensa egípcia confirma que o jogador quer resolver a sua situação. Shikabala encontra-se em Aswan, na sua cidade natal, depois de longos meses sem se conhecer o seu paradeiro.

O jogador tem contrato com o Sporting até 2018 e uma cláusula de rescisão no valor de 45 milhões de euros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.