Declarações de Silas, treinador do Sporting, na conferência de imprensa, após a vitória do Sporting por 1-0 sobre o Desportivo das Aves.

Análise ao jogo: "Aproveitámos muita coisa boa que estava feita. No futuro vamos jogar muito melhor, tenho de dar os parabéns ao Aves, que se bateu muito bem. Os jogadores estão com muita fadiga, muitos jogos e têm jogado quase sempre os mesmos. Era muito importante ganharmos e era importante não sofrer golos. A qualidade individual dos nossos jogadores acaba por vir ao de cima quando não sofremos golos. Foi isso que desequilibrou a balança".

Alguns passes errados: "Fizemos à volta de 580 passes, tivemos uma precisão acima dos 80 por cento, cerca de 87 por cento, quer dizer que não falhámos assim tanto. Mas perdemos muito mais do que aquilo que eu quero. A fadiga acumulada que estes jogadores têm faz-se sentir, estamos a jogar na I Liga, contra boas equipas, num campo onde a intensidade ainda sobe mais e estamos a pagar o preço de jogar de três em três dias".

Primeiros dias de trabalho: "Como eu digo, também é verdade que tivemos mais passes, tivemos 60 por cento de posse, mas temos de ter mais ainda. Estou aqui há dois dias, há coisas que lhes digo, mas ainda há uma resistência. Os jogadores são assim e eu era assim. Alguns movimentos, eu digo 'tens de estar aqui' e o jogador não está... Uma coisa é o dizer outra coisa é o fazer. Eu digo-lhes, eles ouvem, mas não aprendem. Só aprendem com a prática. Vamos crescer nesse sentido, claramente".

Jogo sem sofrer golos: "Eu tenho a minha ideia e trabalhámos coisas defensivas que achamos que são boas para nós, mas isso não quer dizer que tenham sido erros no passado. É verdade que trabalhámos algumas coisas nossas, que fazemos sempre nas nossas equipas e que hoje já correram mais ou menos bem, mas temos de melhorar nesse sentido também".

Apoio dos adeptos: "Acho que os adeptos ansiavam por uma vitória e os jogadores também. Notei muito na reação deles, no fim do jogo, porque o que queremos é no próximo jogo, na quinta-feira, termos toda a gente a apoiar-nos. Precisamos de ganhar e com o apoio dos nossos adeptos fica mais fácil. Era importante ganharmos aqui para que eles depois sintam vontade de nos ir ver na quinta-feira e acho que vão comparecer".

Estar no banco do Sporting como sportinguista: "A parte mais difícil é estar lá em baixo. Lá em baixo vê-se o jogo de uma forma distinta do que se vê lá de cima, mas eu sou muito calmo. A parte emocional, enquanto treinador, não existe".

O Sporting venceu, esta segunda-feira, o Desportivo das Aves, por 1-0, em jogo da sétima jornada da I Liga portuguesa de futebol, que marcou a estreia de Silas como treinador dos 'leões'.

Bruno Fernandes, aos 83 minutos, na marcação de uma grande penalidade, apontou o único golo da partida, permitindo aos 'leões' interromperem uma série de três jogos sem vencer e subirem ao quinto posto, com 11 pontos. O Desportivo das Aves somou a quinta derrota consecutiva e mantém-se na 18.ª e última posição, com três pontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.