Sem jogar desde o final da época passada, Simão Sabrosa procura voltar ao ativo neste mês de janeiro como reconheceu numa entrevista ao SAPO Desporto.

“Estou ainda a estudar o que poderá acontecer neste mês de janeiro. Quero voltar ao ativo e quero voltar a jogar futebol, fazer o que eu mais gosto”, declarou o internacional português que na época passada representava o Espanhol de Barcelona.

Regresso a Portugal

Simão deixou o Benfica e o campeonato português na época 2006/07. Nesta entrevista confidencia que o seu futuro até poderá voltar a passar pelo nosso país.

“Jogar em Portugal? Não fecho portas a nada. Até porque já disse várias vezes, o que eu quero é continuar a jogar futebol e fazer o que melhor sei fazer e bem. Tenho 35 anos mas sinto-me capaz de jogar pelo menos mais dois a um bom nível e fazer com que as pessoas continuem a admirar-me”, atirou.

Hipótese Le Havre

Em dezembro, o extremo foi notícia por causa do interesse do Le Havre, clube da segunda divisão francesa que contratou o brasileiro Adriano.

“Le Havre? Houve interesse, mas não há muito mais a acrescentar. Quero voltar ao ativo e quero voltar a jogar futebol, fazer o que eu mais gosto. Se tiver que passar por essa equipa não terei qualquer problema, mesmo sendo segunda divisão”, afirmou.

Os últimos seis meses

Simão Sabrosa continua a treinar-se todos os dias e mantém a forma com a ajuda de um preparador físico. O jogador considera que se for contratado, duas semanas bastarão para poder atingir um nível físico que lhe permita voltar a jogar.

“Tenho treinado todos os dias com um preparador físico, portanto não tenho facilitado. Claro que é diferente treinar sozinho com um preparador do que treinar com uma equipa, mas eu acho que, se assinar por alguma equipa, em duas semanas no máximo estarei em perfeitas condições para voltar ao ativo”, concluiu.

A carreira de Simão Sabrosa

Simão Sabrosa despontou no Sporting, clube onde foi formado, tendo depois tido uma passagem pelo Barcelona (1999/01). No regresso a Portugal representou o Benfica durante seis épocas, tendo-se tornado uma referência no clube encarnado. Retornou a Espanha em 2007/08 para representar o Atlético de Madrid e por lá ficou quatro temporadas, seguindo depois para o Besiktas na Turquia (2010/12). Mais recentemente cumpriu duas épocas no Espanhol de Barcelona, o último clube que representou na sua carreira.

Na seleção portuguesa cumpriu 85 jogos e marcou 22 golos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.