O internacional argelino, Islam Slimani, e o internacional colombiano, Teo Gutiérrez, não pretendem continuar no Sporting na próxima época e estão a forçar a saída de Alvalade, escreve o diário Record na sua edição de quarta-feira.

Segundo avança o referido jornal desportivo, o melhor marcador dos 'leões' ainda não se apresentou em Alvalade e o cenário de uma eventual saída está cada vez mais no horizonte, assim como um 'braço de ferro' com a direção liderada por Bruno de Carvalho.

De acordo com a informação veiculada hoje, Slimani 'ameaça' um braço de ferro para sair do Sporting, e o próprio Jorge Jesus já tem conhecimento das intenções do avançado argelino de sair do emblema leonino, e que será díficil mantê-lo no plantel deste temporada.

Ainda segundo o jornal Record, a ausência de Slimani no arranque dos trabalhos para a nova época não está relacionada com alegadas questões pessoais, mas com a vontade do jogador sair neste defeso.

Vinculado contratualmente ao Sporting até 2020, Slimani entende que é o momento para 'dar o salto' para outra liga, depois de três anos ao serviço dos 'leões', e uma eventual renovação de contrato será rejeitada pelo internacional argelino.

O jogador é esperado em Lisboa para realizar exames médicos depois de estar incontactável três dias. Apesar de invocar problemas familiares para atrasar o regresso, o jornal Record garante também que Slimani não tinha autorização da SAD leonina para voltar mais tarde.

Já Teo Gutiérrez regressou a Lisboa para se apresentar ao trabalho, mas sem vontade de continuar a representar o Sporting na próxima época. O avançado colombiano pretende regressar ao River Plate, e em declarações à imprensa argentina garantiu que, se pudesse regressava já ao emblema de Buenos Aires.

O jogador do Sporting afirmou ainda ao programa '90 minutos de fútbol' da FOX Sports que regressava imediatamente ao River Plate se dependesse dele próprio, e que o clube português deve dinheiro ao clube argentino pela sua transferência.

"Não depende de mim. Sou profissional e dou tudo pela camisola que represento. Se dependesse de mim? Voltava agora! O Sporting deve dinheiro ao River. Se eles pretendem que eu volte, têm de oficializar a intenção de encetar negociações. Não falo em valores. O importante é que cheguem a acordo", afirmou o internacional colombiano.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.