O ex-presidente do Sporting, Filipe Soares Franco, mantém o silêncio sobre o assunto Sporting. Contactado pelo Sapo Desporto, Soares Franco recusou-se a tecer qualquer comentário sobre a demissão de Paulo Bento do comando técnico dos leões. Com a saída de Paulo Bento, ao fim de nove jornadas, a Primeira Liga conta já com oito demissões de treinadores.

Por seu lado, José Dias Ferreira, presidente da Assembleia Geral do Sporting, lamentou hoje a demissão de Paulo Bento mas disse, em declarações à Lusa, "compreender" e "respeitar" a "atitude corajosa" do treinador.

Dias Ferreira adianta que soube da decisão de Paulo Bento pelo comunicado que o clube enviou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários e defendeu que o treinador demissionário tem dignidade e "é credor do reconhecimento dos sportinguistas pelo trabalho feito".

"Não posso deixar de lamentar [a decisão do treinador] porque tenho admiração e respeito por Paulo Bento, mas compreendo que do ponto de vista dele estava a atingir uma situação insustentável, que se calhar até já o era há algum tempo e não deitou a toalha ao chão", considerou o presidente da AG do clube.

Para o presidente da AG leonina, esta demissão "é uma situação que feliz ou infelizmente é normal no futebol", acabar por ser o treinador a assumir a responsabilidade ou ser responsabilizado pelos maus resultados.

"Neste caso foi uma decisão dele [treinador] e eu não lhe posso exigir que continue a suportar esta situação", concluiu Dias Ferreira.
Após quatro anos ao serviço do Sporting, Paulo Bento deixou a equipa no sétimo lugar da Liga portuguesa de futebol, com 13 pontos, menos 12 do que o líder Sporting de Braga.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.