O sobrinho de Sérgio Conceição temeu pela sua vida durante o incêndios que assolaram o país este domingo. Bruno Conceição relata o momento em que viajava para Coimbra e estava quase a ficar sem combustível.

Em declarações ao jornal O Jogo, o técnico do Oliveira do Hospital revela os momentos de terror que passou com os seus adjuntos. O treinador voltou para trás mas o cenário era de puro horror durante a estrada, "com a floresta a arder dos dois lados da estrada",

"Vi a morte à minha frente. A carrinha estava a ficar sem gasóleo e lembrei-me logo do que aconteceu em Pedrógão", referiu Bruno Conceição, que acabou por se abrigar na casa do presidente do clube, Paulo Figueira.

No entanto, mesmo na moradia do dirigente, as chamas rodearam o local e as comunicações eram impossíveis. O treinador só conseguiu voltar a ter rede esta segunda-feira e uma das primeiras chamadas que recebeu foi mesmo do tio, o técnico do FC Porto.

"O Sérgio ligou-me hoje, às 7h45, estava muito preocupado comigo. Ele é como um pai para mim."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.