O sócio número dois do Paços de Ferreira, Manuel Gomes Neto, disse esta terça-feira querer ver o FC Porto campeão na Capital do Móvel, no domingo, para poder festejar duplamente no final da I Liga de futebol.

«No domingo, o coração vai sofrer, mas quero que o FC Porto, o meu segundo amor clubístico, ganhe, para ser campeão, porque o jogo não interessa ao Paços», disse Manuel Gomes Neto, em declarações à agência Lusa.

O antigo dirigente pacense e ex-sócio do FC Porto explicou que, colocaria o seu amor ao Paços de Ferreira em primeiro lugar, se a equipa ainda tivesse objetivos por conquistar, o que já não sucede.

O Paços de Ferreira confirmou o histórico terceiro lugar e respetivo acesso ao "play-off" da Liga dos Campeões em Coimbra (1-1 com a Académica), capitalizando a derrota caseira do Sporting de Braga, quarto, diante do Nacional (3-1), na última jornada.

Aconteça o que acontecer no jogo do título, no domingo, Manuel Gomes Neto vai acompanhar por fora, seguindo o que tem feito nos últimos anos, por motivos de saúde.

«Não calcula o sofrimento de não poder ver o jogo. Posso ver todos, menos os daqueles que me dão paixão. Se este jogo nada dissesse para o campeonato, até arriscava ir ver, assim não, o coração não aguenta», sublinhou.

Na memória, mantém presente a vez em que se sentiu mal e teve de ser assistido pelo médico durante o jogo que ditaria a subida do Paços de Ferreira à III Divisão Nacional.

«Sou o sócio número dois do Paços de Ferreira [o sócio um foi atribuído à autarquia pacense] e, enquanto for vivo, no meu lugar ninguém se senta», sublinhou o portador do cativo da fila 2 e cadeira 20, onde curiosamente nunca se chegou a sentar.

Manuel Gomes Neto, com 60 anos de associado, 10 dos quais como dirigente pacense, fica-se pelos treinos e encontros particulares, acompanhando os jogos a "sério" através de consultas rápidas, embora repetidas, ao que é dito no rádio.

Abre apenas uma exceção aos encontros do FC Porto, em que a margem de sucesso é quase garantida. Este ano, particularmente, dá graças por estar vivo para ver os seus dois clubes do coração à beira do sucesso.

«Nunca pensei viver para ver [o Paços de Ferreira na "Champions"], mas isto não torna acontecer», afirmou Manuel Gomes Neto, repartindo os méritos do sucesso pela "enorme competência" do técnico Paulo Fonseca e o "trabalho em bloco" da direção.

Só falta o "seu" FC Porto sagrar-se tricampeão, no domingo, em Paços de Ferreira, pelas 18h30, na última e decisiva jornada de um campeonato, concluiu, que parecia estar condenada ao fracasso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.