O Benfica venceu o Sporting, por 2-0, na noite deste domingo, no eterno dérbi lisboeta, que teve lugar no Estádio de Alvalade. Em jogo da 30ª jornada, os encarnados levaram a melhor no reduto do rival e abriram o caminho ao FC Porto, que pode sagrar-se campeão já na próxima ronda.

Veja as melhores imagens do dérbi!

Os minutos iniciais foram muito divididos em Alvalade, mas foi o Sporting a primeira equipa a ameaçar o primeiro golo. Na resposta a um passe de Pedro Gonçalves, Paulinho apareceu na cara de Vlachodimos e rematar à meia-volta, mas pressionado pelo guarda-redes dos encarnados acabou por atirar para fora. 

No entanto foi o Benfica a inaugurar o marcador aos 15 minutos de jogo. Um passe longo de Vertonghen lançou Darwin, que ganhou em velocidade ao compatriota Coates, picou a bola por cima do guarda-redes Adán e fez o primeiro no reino do Leão.

Depois do golo, os encarnados encolheram-se e deixaram o Sporting comandar o jogo. Antes da meia hora de jogo os leões levavam a melhor na posse de bola, com uma grande diferença para o eterno rival. Mas os homens de Nélson Veríssimo mantinham-se coesos e evitavam o golo leonino.

Apesar do Sporting ter o controlo do jogo, o Benfica criava perigo e prova disso foi o lance dos 31 minutos: Taarabt passou para Diogo Gonçalves, que atirou cruzado e obrigou o guardião leonino a uma defesa (bem) apertada. Mas a resposta não tardou a chegar e, um minuto depois, Sarabia lançou Pedro Gonçalves, este tentou a rotação, mas Vlachodimos fechou o caminho para a baliza.

Em contagem decrescente para o intervalo, o Sporting continuava com mais bola, mas o Benfica somava mais oportunidades. Os encarnados fizeram o segundo golo aos 39 minutos, mas o mesmo foi anulado por posição irregular. Everton cruzou para o cabeceamento de Gonçalo Ramos, Adán defendeu para a frente e foi Otamendi quem apareceu para a recarga, mas estava adiantado.

A segunda parte começou com grande fulgor por parte das duas equipas. Foi o Benfica quem criou a primeira oportunidade quando Gonçalo Ramos combinou com Everton, que rematou forte e colocado, mas viu a bola sair a rasar o poste.

Logo depois foi o Sporting quem fez Alvalade tremer. Nuno Santos cruzou e Sarabia ao segundo poste cabeceou ao ferro, Porro ainda tentou a recarga mas Vlachodimos encaixou e negou o golo aos leões. Aos 59 minutos, Rúben Amorim fez as primeiras mexidas ao tirar Luís Neto e Pedro Gonçalves para lançar Manuel Ugarte e Islam Slimani.

Aos 60 minutos Nuno Santos e Gilberto envolveram-se num lance que rendeu muitos assobios em Alvalade. Quando o brasileiro estava no chão, o jogador dos leões tocou-lhe com o pé na cara. Fábio Veríssimo interrompeu o jogo por momentos, mas acabou por mandar seguir.

Pouco depois, e numa altura em que o Benfica se aproximava mais da baliza de Adán, Rúben Amorim voltou a mexer na equipa. Desta vez, o treinador dos leões tirou João Palhinha e Pablo Sarabia para dar lugar a Ricardo Esgaio e Marcus Edwards.

Em resposta, Nélson Veríssimo fez as primeiras mudanças na equipa encarnada ao tirar Adel Taarabt e Everton Cebolinha - um dos grandes destaques do Benfica neste jogo - para lançar Paulo Bernardo e Gil Dias. Sem grande criatividade, os encarnados tentavam segurar a vantagem perante um Sporting que tentava, sem sucesso, furar o setor defensivo do adversário.

Aos 84 minutos, os encarnados somaram uma nova oportunidade de aumentar a vantagem quando Darwin cruzou para Gilberto, depois de orquestrar um contra-ataque. O brasileiro ainda cabeceou, mas ao lado da baliza protegida por Adán.

Ainda antes dos 90 minutos, e pouco depois de ter entrado para o lugar de Diogo Gonçalves, André Almeida esteve em bom plano com um corte que impediu que um passe de Slimani chegasse a Paulinho. Ao mesmo tempo que o lateral encarnado entrou ainda João Mário, que foi muito assobiado pelos adeptos do Sporting.

Depois de Fábio Veríssimo dar sete minutos de compensação, o Benfica ainda teve tempo para aumentar a vantagem sobre o Sporting no dérbi lisboeta. Aos 92 minutos, num contra-ataque, Darwin assistiu Gil Dias, que vestiu a pele de herói e entregou a vitória aos encarnados.

Os ‘encarnados’, terceiros, passaram a somar 67 pontos, contra 73 dos ‘leões’, segundos, agora a nove do líder FC Porto, que pode assegurar o título já na próxima ronda, se somar mais um ponto em Braga do que os ‘leões’ no Bessa, em 25 de abril.

Veja o resumo do jogo!

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.