O Sporting enalteceu esta terça-feira a justiça na decisão de o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) arquivar a queixa do Benfica contra o presidente ‘leonino’, sobre as críticas de Bruno de Carvalho aos ‘vouchers’ oferecidos aos árbitros de futebol.

“A Justiça pode tardar mas não falha. E é por isso que o Sporting, quando convicto da sua razão, não hesita nem desiste de ir até ao fim na defesa do superior interesse do clube, da transparência e da verdade desportiva!”, escreveu o diretor de comunicação do Sporting na sua página oficial no Facebook.

Na mesma publicação, Nuno Saraiva partilha uma notícia do jornal Record, que dá conta do arquivamento da queixa, por parte do TAD. Segundo o Record, o TAD concluiu que "não houve ilícito disciplinar" por parte do presidente do Sporting.

"Tem o direito à crítica, ao abrigo da liberdade de expressão, não tendo ultrapassado os limites, tratando-se de pessoas públicas", refere o jornal, citando o acórdão, que atesta que Bruno de Carvalho "não visou colocar em causa a honra e a reputação do Benfica".

Contactada pela agência Lusa, fonte do TAD referiu que a publicação do acórdão no sítio oficial, que dá conta de a decisão do processo ter sido tomada na segunda-feira, depende dos intervenientes no processo.

Além do recurso movido pelo Benfica, ao arquivamento pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, também o Sporting apresentou contestação ao TAD, igualmente a 15 de junho, sendo que este último processo ainda não surge como decidido no sítio do tribunal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.