A Polícia de Segurança Pública (PSP) revelou hoje que foram elementos da claque No Name Boys que organizaram e efetuaram o ataque ao autocarro da equipa de futebol do Benfica, em 04 de junho.

Em comunicado, a PSP revelou que "durante a investigação foi possível apurar que, após o encontro entre as equipas do Benfica e Tondela, um grupo de indivíduos pertencente aos No Name Boys, orquestrou o ataque ao autocarro do SLB, através de arremessos de pedras".

Depois do ataque ao autocarro, casas dos jogadores do Benfica grafitadas com ameaças
Depois do ataque ao autocarro, casas dos jogadores do Benfica grafitadas com ameaças
Ver artigo

De acordo com a PSP, este grupo de indivíduos também realizou "danos e ameaças, através de inscrições nas paredes e portas de residências de alguns jogadores e treinador".

"O Comando Metropolitano de Lisboa, através da Divisão de Investigação Criminal, no dia 12 de novembro, procedeu à detenção de um homem de 27 anos por suspeita de atentado à segurança de transporte rodoviário e de tentativa de homicídio. O detido está indiciado como um dos responsáveis pelo arremesso das pedras ao autocarro do Sport Lisboa e Benfica no passado dia 4 de junho", referiu.

A PSP adianta que "a maioria dos indivíduos envolvidos já se encontrava em prisão domiciliária no âmbito do mesmo processo" e este último suspeito foi presente a um primeiro interrogatório judicial na quinta-feira, tendo-lhe sido decretada a aplicação da medida de coação mais gravosa - prisão preventiva".

PSP confirma seis detidos nos 'No Name Boys': Tentativa de homicídio, roubos, armas e "violência extrema"
PSP confirma seis detidos nos 'No Name Boys': Tentativa de homicídio, roubos, armas e "violência extrema"
Ver artigo

O autocarro que transportava a equipa de futebol do Benfica foi atingido, em 04 de junho, com “uma pedrada” quando estava a caminho do centro de estágio do clube, no Seixal.

“Uma pedrada atingiu o autocarro” quando regressava ao centro de estágio no Seixal, distrito de Setúbal, depois do empate com o Tondela (0-0), no Estádio da Luz, em Lisboa, disse na altura o porta-voz da Direção Nacional da PSP, intendente Nuno Carocha.

Os jogadores 'encarnados' Zivkovic e Weigl foram transportados ao hospital, por precaução, após terem sofrido ferimentos ligeiros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.