“Sei o que a Académica vale, mas também sei o que o Vitória vale. Temos condições para ir a Coimbra discutir o resultado com uma equipa semelhante à nossa, que não é melhor nem pior”, disse o treinador do Vitória de Setúbal.

“Acredito que os meus jogadores estão a melhorar em muitos aspectos, mas ainda temos de melhorar a pressão sobre a bola - não deixar pensar tanto os adversários”, acrescentou Manuel Fernandes.

O técnico garantiu ainda que os jogadores do Vitória de Setúbal vão empenhar-se na conquista de um triunfo no próximo domingo e que nenhum deles vai estar a pensar no jogo que vem a seguir, com o Sporting. “Comigo isso nunca acontece, nem que eu fosse jogar a liga dos Campeões a seguir”, assegurou.

Sobre o adversário, Manuel Fernandes reconheceu que a equipa da Académica “alterou um pouco a sua forma de jogar com a mudança de treinador”, numa referência à entrada de André Villas-Boas.

“Entrou com uma boa dinâmica de jogo em Guimarães e nas Antas (estádio do Dragão) e agora foi surpreendentemente eliminada da Taça, em casa, por uma equipa de um escalão inferior”, disse Manuel Fernandes.

“Se não ganharmos à Académica, arriscamo-nos a cair para a linha de água”, disse, reafirmando a convicção doe que o Vitória de Setúbal tem condições para conquistar os três pontos frente à Académica.

O Vitória de Setúbal segue na 12.ª posição, com oito pontos, os mesmos somados pelo Olhanense, Belenenses e Leixões, enquanto a Académica de Coimbra é a “lanterna-vermelha” do campeonato, com sete.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.