O torneio de futebol previsto para maio em Angola, com Benfica, FC Porto e duas equipas angolanas, não se deverá realizar por falta de respostas do lado português, disse à agência Lusa fonte da organização do evento.

A mesma fonte acrescentou, em Luanda, que do lado angolano, designadamente da Federação Angolana de Futebol e do Governo, «estava tudo pronto, faltando apenas respostas do lado da Federação Portuguesa de Futebol».

A FPF, contatada na terça-feira pela agência Lusa, ainda não prestou esclarecimentos sobre o assunto, enquanto o Benfica e o FC Porto escusaram fazer comentários.

A agência Lusa contactou na terça-feira João Lusevkueno, vice-presidente da Federação Angolana de Futebol, que disse não ter nenhuma notícia relativa à realização do torneio, confirmando que do lado angolano «foram feitos todos os esforços».

A fonte angolana adiantou ainda que o torneio, anunciado em janeiro em Luanda, por ocasião da visita do ministro-adjunto Miguel Relvas a Angola, já tinha datas e estádios escolhidos.

«O torneio, um quadrangular que juntaria, além do Benfica e do FC Porto, as equipas angolanas do Recreativo do Libolo, campeão angolano em título, e do Interclube, iria realizar-se entre os dias 24 e 28 de maio, nas cidades de Luanda, Benguela e Cabinda», disse.

Aquando do anúncio da realização do torneio, foi referida a participação do Sporting, mas a necessidade de ajustar os participantes ao formato quadrangular do evento levou a que fosse descartada a participação da equipa "leonina".

Na ocasião, os presidentes das federações de futebol dos dois países, Fernando Gomes, de Portugal, e Pedro Neto, de Angola, deram todo o apoio à concretização da ideia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.