O Benfica venceu esta sexta-feira o Nice por 3-0, no primeiro encontro do Torneio do Algarve. No primeiro encontro a titular de Enzo Fernández, a equipa de Roger Schmidt construiu o resultado no primeiro tempo, com golos de Rafa, Otamendi e Gilberto.

No domingo, os Encarnados defrontam o Fulham, no segundo e último encontro deste torneio de pré-época.

Veja as melhores imagens da partida!

Roger Schmidt surpreendeu ao dar a titularidade a Enzo Fernández, dois dias depois de o argentino aterrar em Lisboa para assinar com as Águias. O técnico alemão apresentou um onze muito próximo daquele que deverá ser a equipa-tipo, também já a pensar no primeiro jogo oficial da época: a terceira pré-eliminatória de acesso à fase de grupos da Champions.

Dos 38 jogadores que trabalham com o novo treinador do Benfica, 12 ficaram de fora: Samuel Soares, Kokubo, Ristic, João Victor, Gabriel, Diogo Gonçalves, Taarabt, Weigl, Tiago Gouveia, Seferovic, Peter Musa e Rodrigo Pinho. João Victor, Ristic e Musa, reforços deste verão, estão a contas com problemas físicos.

Estreia de Enzo Fernández e... Benfica pressionante em todo o campo

O Nice, com o ex-Benfica Todibo no onze, ameaçou primeiro, aos seis minutos, num remate de Gouiri que Helton Leite desviou para o poste.

Na resposta, surgiu o primeiro dos Encarnados. Combinação pela esquerda, onde apareceu Grimaldo a meter em Rafa que tirou um adversário do caminho e atirou para golo. Eficácia Encarnada a fazer a diferença no Estádio do Algarve, perante quase 15 mil adeptos Encarnados. A jogada nasceu num passe de Enzo Fernández que deixou em João Mário, que meteu no lateral espanhol na esquerda.

Neste segundo jogo de pré-época - depois dos 2-0 ao Reading -, já deu para ver um Benfica mais pressionante, com a equipa mais disponível fisicamente para pressionar em todo o campo. E os Encarnados tiravam partido dessa pressão em zonas muito subidas, já que conseguiram recuperar muitas bolas.

O 2-0 surgiu aos 21 minutos, num lance de bola parada. Canto na esquerda a maneira curta, a bola chegou a Otamendi ao segundo poste após centro de David Neres, com o central argentino a desviar de cabeça para o fundo das redes do guardião Bulka.

A intensidade da pressão do Benfica deixava o Nice com dificuldades na saída. Mesmo quando a equipa de Lucien Favre conseguia sair, não tinha capacidade para criar mais perigo na zona de definição.

Já o Benfica ia aproveitando as bolas paradas para aumentar o resultado. Minuto 36, canto curto à esquerda, novamente David Neres a cruzar ao segundo poste, onde apareceu Gilberto a desviar para o 3-0. Jogada idêntica ao que deu o 2-0.

Antes do intervalo, destaque para um pontapé acrobático de Delort, que mereceu palmas dos milhares de adeptos presentes no Estádio do Algarve.

Intensidade e pressão: a nova marca do Benfica

Para o segundo tempo, Roger Schmidt mudou 10 jogadores, mantendo apenas Helton Leite na baliza. Além do guardião brasileiro, o onze contava agora com Bah, António Silva, Vertonghen e Gil Dias; Meite e Paulo Bernardo; Pizzi, Chiquinho e Diego Moreira; Yaremchuk.

O Benfica continuava intenso, pressionante, a ganhar bolas em zonas muito subidas.A os 47 minutos, numa pressão na saída de bola dos franceses fez o esférico chegar a Yaremchuk. O ucraniano entrou na área e disparou, a bola bateu no poste, passou atrás do guarda-redes mas não entrou.

Com as muitas mexidas do técnico do Benfica, o jogo foi caindo de intensidade com o decorrer do tempo. Mesmo assim, Diogo Moreira mostrou pergaminhos num remate fácil, de fora da área, que levou perigo à baliza de Bulka, aos 59.

Torneio do Algarve 2022: Benfica-Nice
Gonçalo Ramos tenta ganhar a bola @SL Benfica

No minuto seguinte, nova recuperação alta, com Yaremchuk a isolar Paulo Bernardo. O jovem médio entrou na área, tentou passar pelo guarda-redes e caiu sozinho, num lance muito caricato que deixou André Almeida (no banco) a pedir, em jeito de brincadeira, que o lance fosse ao VAR.

Aos 67 minutos, Lucien Favre também mudou 10 jogadores no Nice, mantendo apenas o guarda-redes. Entraram Lotombs, Claude-Maurice, Brahimi, Daniliuc, Trouilet, Belahyane, Traoré, Nahounou, Atal e Bouanani.

Das bancadas vinha o apoio incessante para os jogadores do Benfica mas com o passar do tempo, começaram a faltar pernas para manter a intensidade. O Nice cresceu no jogo, tentou marcar, mas Helton Leite disse 'presente' com três defesas.

Nos derradeiros minutos, o Nice tudo fez para reduzir mas Helton Leite mostrou-se intransponível.

Por este ser um torneio triangular, foi preciso também recorrer às grandes penalidades no final, que servirá para ajudar nos critérios de desempate. O Benfica converteu todos os remates (Yaremchuk, Gil Dias, Verthongen, Pizzi, António Silva,), o Nice falhou um remate (Atal): 5-4 para os Encarnados,.

No sábado o Nice defrontam o Fulham, de Marco Silva. No domingo os Encarnados terminam a prova frente aos ingleses.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.