Segundo fonte ligada ao representante de João Moutinho, o Sporting e Pini Zahavi estabeleceram, por escrito, as condições de uma eventual transferência nos primeiros dias de Junho, tendo ficado escrito que o empresário tinha um mandato para encontrar um novo clube até ao dia 30 de Junho, contra o pagamento de dez milhões de euros.

Em meados de Junho, ainda segundo a mesma fonte, José Eduardo Bettencourt, João Moutinho e Pini Zahavi assinaram novo acordo, em que foram pormenorizadas as condições de uma eventual transferência, desde valores a prazos de pagamento.

Nenhum dos documentos assinados pelas partes excluía qualquer clube de um eventual negócio. Foi com base nesses documentos que o FC Porto apresentou uma proposta, tendo o Sporting inicialmente recusado a abordagem dos dragões.

João Moutinho confrontou os dirigentes leoninos com o acordo assinado e terá sido nessa altura que se registou a discussão com o director desportivo Costinha, o que originou que o jogador nunca mais treinasse com a equipa – a informação oficial era a de que fazia trabalho de ginásio.

As duas administrações acabaram por conversar directamente e chegar a um acordo para a transferência oficializada por ambas as parte na noite de domingo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.