O treinador do Tondela, Pako Ayestarán, disse hoje que a sua equipa vai jogar “com personalidade” e tentar aproveitar as oportunidades que surjam na receção ao FC Porto, em jogo da nona jornada da I Liga de futebol.

“É um jogo. E, em todos os jogos, há uma oportunidade, e nós vamos tratar de a aproveitar, e de confrontar o jogo com personalidade. Se estivermos no nosso dia, pode ser possível”, considerou Pako Ayestarán.

Em conferência de imprensa de antevisão ao jogo com o FC Porto, marcado para sábado, pelas 18:00, no Estádio João Cardoso, em Tondela, o técnico espanhol disse que espera “um grande FC Porto” e que “para poder fazer frente ao grande” é preciso “o melhor Tondela”.

Jogos recentes CD Tondela

“Nós queremos sempre mais, mas creio que a equipa evoluiu e estamos a um nível melhor do que no início da época, não somente pelos resultados, mas também pelos jogos. Creio que estamos num bom momento”, assumiu.

Pako Ayestarán escusou-se a dizer qual a tática da sua equipa para “não dar mais vantagens” ao adversário, mas admitiu que os seus jogadores vão jogar “como habitualmente”, ou seja, a “fazer as coisas muito bem, estar com rendimento perto do máximo”.

E dos jogadores portistas, espera que “não estejam nos seus dias”, uma vez que é uma equipa que está a jogar na Liga dos Campeões e “está num bom momento” da época.

“Estamos a falar de um grande clube e um grande clube tem grandes jogadores, grandes planteis, grandes treinadores e qualquer ‘onze’ vai colocar dificuldades ao Tondela. Nós trataremos de aproveitar a oportunidade que sempre existe em todos os jogos”, destacou.

No entender de Pako Ayestarán, o FC Porto “pela equipa que é, pelo treinador que tem, encara todos os jogos para ganhar com agressividade” e, “uma das virtudes desta equipa” é que “joga ao mesmo nível frente aos grandes clubes ou os mais pequeninos”.

# Equipa P J
1 FC Porto 32 12
2 Sporting CP 32 12
3 SL Benfica 31 12
4 SC Braga 22 12
5 Estoril Praia 21 12
6 Portimonense 20 12
Mais sobre Primeira Liga

“Por isso, espero um FC Porto como o do ano passado, em que no apito inicial já nos estavam a pressionar no nosso campo”, lembrou o técnico, defendendo que “o passado não serve” para nenhuma das equipas e “tudo depende do rendimento” no sábado.

Segundo o técnico espanhol, “tudo vai depender” do que a equipa for capaz de fazer.

“O rendimento no dia e os detalhes pontuais, quer para um lado quer para o outro. Nós dependemos muito mais dos detalhes do que eles, porque provavelmente, como na maioria dos jogos, como eles têm mais oportunidades, nós teremos de estar mais ‘finos’ do que eles”, reconheceu.

O Tondela, que está na 10.ª posição da tabela classificativa, com nove pontos, recebe pelas 18:00 de sábado, no Estádio João Cardoso, o FC Porto, segundo, com 20, num jogo com arbitragem de Fábio Veríssimo, da associação de Leiria.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.