O antigo presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting foi condenado pelo Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa a pagar uma indemnização a Godinho Lopes de 10 mil euros por comportamentos difamatórios.

Segundo escreve o jornal Record, Godinho Lopes tinha apresentado uma queixa contra Jaime Marta Soares, Bruno de Carvalho e Jorge Bacelar Gouveia por comportamentos difamatórios reclamado uma condenação solidária de 500 mil euros.

De acordo com a informação veiculada pelo referido diário desportivo, o ex-presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sporting foi acusado de produzir afirmações que imputaram, "a autoria de atos lesivos do clube e lançou suspeita da natureza criminosa desses atos, com a consciência que essas acusações eram ofensivas da honra e do bom nome" de Godinho Lopes.

Perante este caso, o Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa condenou Marta Soares a pagar a "quantia de € 10.000,00, acrescida de juros de mora a contar da data da presente sentença, à taxa de 4% ao e até integral pagamento".

Já em relação a Bruno de Carvalho e Jorge Bacelar Gouveia o Tribunal decidiu absolver os antigos dirigentes do Sporting. Jaime Marta Soares vai recorrer desta decisão, garantiu o jornal Record.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.