O União da Madeira viu hoje o Tribunal da Relação de Lisboa dar-lhe razão no "caso Rúben Micael", obrigando o Nacional, da I Liga de futebol, a ressarcir o clube da II Liga com uma verba superior a dois milhões de euros.

Em comunicado, o União da Madeira refere nque o Tribunal da Relação de Lisboa «limitou-se a confirmar a sentença que tinha sido deliberada anteriormente», pelo Tribunal da Vara Mista do Funchal, que tinha condenado o clube da Choupana a pagar ao rival um milhão e 860 mil euros.

O União da Madeira refere ainda que, a essa verba, «deve ser acrescentada a taxa do IVA de 22 por junto e o juro de mora». O tribunal condenou ainda o Nacional a pagar 14 mil euros referentes ao IVA que foi liquidado.

O caso remonta à época 2008/09, aquando da transferência de Rúben Micael do Nacional para o FC Porto. Nessa altura, os unionistas reclamaram a verba a que tinham direito, relativa ao contrato da transferência para o Dragão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.