A Comissão de Instrutores da Liga Portugal terminou o inquérito aos incidentes entre o presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, e o presidente do Arouca, Carlos Pinho, no final do encontro entre as duas equipas, no passado mês de novembro.

De acordo com o site d'A Bola, os resultados foram encaminhados para o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, concluindo que há matéria para a abertura de processos disciplinares a onze agentes desportivos, entre os quais os dois dirigentes.

Os agentes a quem forem instaurados os processos disciplinares terão agora o direito de se defender, sendo que o Conselho de Disciplina tem de tomar uma decisão até meados de julho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.