O presidente da SAD do União da Madeira, Filipe Silva, considerou que "o projeto da I Liga foi alcançado mais cedo do que o esperado", sendo agora o grande objetivo "fazer uma época tranquila e estabilizar o clube na I Liga”.

“É desafiante e difícil, mas estamos preparados para o encarar", disse o dirigente, que também tem como objetivo "valorizar o jogador madeirense, embora não baste ser madeirense, tem que ter qualidade", disse o dirigente, na cerimónia de apresentação de Norton de Matos como novo treinador do clube madeirense.

Filipe Silva lançou ainda a novidade da criação de uma equipa B, que participará nas provas regionais, que permita dar sequência ao trabalho feito na formação.

O União da Madeira é a única equipa da I Liga que ainda não sabe em que estádio irá jogar. Filipe Silva assegura "não estar preocupado", apesar de ser pretensão do clube "jogar no Estádio dos Barreiros", mostrando-se tranquilo quanto a essa questão, "pois haverá uma solução”.

“Se não for nos Barreiros será noutro lado qualquer", disse Filipe Silva, que considera ser "um erro histórico" a passagem do Estádio dos Barreiros para propriedade do Marítimo, devendo a utilização do mesmo pelo União da Madeira ser apenas "o cumprimento do interesse público", que estará previsto no contrato, pois o "estádio é da região".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.