A União de Leiria venceu hoje o Vitória de Setúbal por 1-0, com um golo de N'Gal que derrotou os sadinos no Municipal de Leiria, o que não acontecia há quase 16 anos.

A vitória permite à União de Leiria interromper um ciclo de quatro derrotas e um empate, ultrapassando o Setúbal, que não teve sorte no regresso de Manuel Fernandes a Leiria.

Com sistemas de jogo iguais, Leiria e Setúbal demoraram a libertar-se um do outro e foi preciso um canto para aparecer a primeira ocasião clara de golo, num lance em que a bola sobrou para Jaílson, mas o avançado do Vitória de Setúbal demorou a rematar e Gottardi evitou o golo.

Entre equipas tão iguais, o Setúbal destacou-se por uma atitude mais pressionante, mas a diferença no marcador surgiu da inspiração entre os médios ofensivos. Neca mal se viu (foi substituído ao intervalo), mas Silas foi decisivo: aos 22 minutos descobriu N'Gal na área e desmarcou o camaronês, que parou de peito e disparou um “tiro” sem hipótese para Diego.

Manuel Fernandes tirou Ney, que andava em picardias com Zhang, e lançou Zeca, mais ofensivo, e a reacção surgiu logo, obrigando a União de Leiria a recuar para o seu meio campo.

O Vitória de Setúbal esteve perto do empate aos 31 minutos, num grande remate de Pitbull que desviou num defesa e foi à barra da baliza da União de Leiria. Os sadinos chegaram ao intervalo em alta.

Gerindo melhor a posse de bola, a União de Leiria reequilibrou o jogo, mas perdeu eficácia na frente: Carlão lesionou-se e Pedro Caixinha lançou o estónio Zahovaiko, com pouco ritmo.

Ainda assim, N'Gal esteve muito próximo do segundo golo, aos 63 minutos, num “chapéu” que saiu ao lado por muito pouco, e aos 74, num remate torto só com Diego pela frente.

A qualidade do jogo sofria com muitas interrupções, entre lesões, faltas e anti-jogo da União de Leiria para fazer correr o tempo, mas com o aproximar do final, cresceu a emoção.

Manuel Fernandes inflacionou o ataque da sua equipa e o último quarto de hora do jogo foi passado quase na totalidade no meio campo da União de Leiria, que cerrou os dentes para evitar o empate.

O contra-ataque era a palavra de ordem para a equipa de Pedro Caixinha e, numa dessas fugas, Zahovaiko foi derrubado por Valdomiro aos 81 minutos.

Mas Leandro Lima falhou a grande penalidade, permitindo a defesa a Diego.

O Setúbal reinvinstiu tudo no empate e esteve próximo de o conseguir. Mesmo reduzidos a nove, por expulsão de Valdomiro no lance da grande penalidade e lesão de Paulo Regula, os setubalenses desesperaram com um falhanço de Zeca aos 90 minutos: isolado, o médio viu Gottardi travar o empate e segurar o segundo triunfo da história da União de Leiria em casa, diante do Vitória de Setúbal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.