"Não vamos apresentar nenhuma queixa. Para quê? Vamos mas é mandar reparar o autocarro. Aquilo foi um acto isolado, de algum indivíduo que não faz falta ao futebol e vamos dar o caso por encerrado", disse hoje à agência Lusa o presidente do Vitória, Emílio Macedo da Silva.

O apedrejamento de um vidro lateral do veículo deu-se em plena auto-estrada (A1), na zona de Alverca, seguia o autocarro do clube minhoto ainda escoltado pela polícia, como contou o director de comunicação do clube de Guimarães à Lusa.

"Foi o susto e o perigo porque se a pedra tem atingido o vidro da frente em vez do lateral, o motorista podia ter reagido de outra maneira e colocado em causa a integridade física das pessoas que viajavam no autocarro", frisou José Luís Machado.

Um golo solitário do central brasileiro Gustavo Lazzaretti, domingo, ante o Benfica, em pleno Estádio da Luz, permitiu ao Vitória de Guimarães apurar-se para os oitavos-de-final da Taça de Portugal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.