O Vitória de Guimarães, da I Liga portuguesa de futebol, revelou hoje, em comunicado, que vai expor publicamente, de seis em seis jornadas, os casos de arbitragem nos jogos do clube.

Segundo a nota assinada pelo presidente do clube e do conselho de administração da SAD, Júlio Mendes, os vitorianos tomaram a medida após terem entregado uma carta ao Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol a dar conta da "insatisfação perante a arbitragem do encontro entre o Vitória e o Feirense", na segunda-feira, no encerramento da segunda ronda do campeonato (derrota vitoriana por 1-0).

"A bem da verdade desportiva, da transparência e como forma de contribuir para o futebol positivo defendido pelas instâncias desportivas, a Vitória Sport Clube, Futebol SAD passará a realizar, de seis em seis jornadas, uma apresentação pública dos casos de arbitragem e dos critérios utilizados pelos árbitros e videoárbitros nos encontros relativos a esta sociedade desportiva", lê-se.

Além de ter lamentado a arbitragem no jogo com os 'fogaceiros' - Hugo Miguel foi o juiz principal e Bruno Esteves foi o responsável pelo videoárbitro -, a SAD lembrou ainda "outros casos da época anterior com idênticos responsáveis, nomeadamente em contexto de videoárbitro".

Os vitorianos realçaram ainda que, embora disponíveis para "a promoção do futebol positivo", não vão permitir que o clube "venha a ser lesado por critérios dúbios e decisões erradas que coloquem em causa os objetivos".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.