“O V. Guimarães não pagou nada por mim, não me deu prémio de assinatura e eu não abdico dos meus direitos. 50 por cento do passe pertence-me, se clube quer ficar com tudo eu prefiro ficar”, afirmou o jogador.

O defesa brasileiro disse estar feliz na equipa vimaranense e lembrou que “o clube tem 9 milhões em caixa, mais um do Nuno Assis”, pelo que “já não precisa de mais, agora é gastar”.

As duas equipas empataram sem golos no encontro que fechou a jornada inaugural da Liga portuguesa de futebol.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.