O vice-presidente do Benfica, Varandas Fernandes, respondeu a Rui Gomes da Silva, que admitiu candidatar-se à presidência das 'águias' em caso de eleições antecipadas.

Em declarações à rádio Antena 1, o dirigente fala em ataques "feitos para aparecer na televisão".

"Estive numa direção com o Dr. Rui Gomes da Silva e não vou comentar o que os ex-dirigentes têm dito sobre a atual direção, nem é o momento para o fazer. Mas se de facto existe essa visão sobre a atual direção do Benfica, há um momento próprio, um espaço próprio para o debate que são as eleições, daqui a dois anos. Esse debate pode ser feito nessa altura, não é estar de uma forma precipitada, com um visão fraca, fora de tempo, a tentar fazer linchamentos de colegas de direção. Nunca houve um ataque com cabeça, tronco e membros. São ataques que dá a ideia que são feitos para aparecer na televisão à noite. Não vou atrás disso, não comento isso de uma forma mais exaustiva e lamento", começou por afirmar.

"Agora, antes do final do campeonato, vamos disputar um jogo importantíssimo no sábado em Alvalade e estamos a tentar linchar uma direção ou insinuar que a direção esteve mais ou menos calada... Não me parece relevante e lamento esse tipo de desabafos", sublinhou.

Rui Gomes da Silva, recorde-se. criticou a atuação de Luís Filipe Vieira e da direção 'encarnada' durante esta época, culpabilizando-os pelos resultados menos positivos do clube.
"É injusto porque se trata de um presidente que tanto tem trabalhado em prol do clube, que tantas horas tem dedicado ao clube, como toda a estrutura e todos os órgãos sociais. Não se pode analisar as coisas de uma forma tão emotiva. O futebol é emotivo, mas acho que é injusto", acrescentou Varandas Fernandes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.