Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, concedeu uma entrevista à Sport TV que irá para o ar na próxima segunda-feira. Num excerto divulgado esta noite pelo canal, o presidente dos encarnados e candidato à reeleição comentou a guerra de palavras entre Pinto da Costa e Frederico Varandas.

Varandas ataca Pinto da Costa: "Um bandido será sempre um bandido"
Varandas ataca Pinto da Costa: "Um bandido será sempre um bandido"
Ver artigo

"Não vou comentar, porque podia ser polémico outra vez e é melhor não o ser. É verdade que já disse que isto passa tanto pela Federação como pela Liga. Se os dois [Federação e Liga] se entenderem tudo vai acalmar e os presidentes também têm de se entender. Se estiver cada um a puxar para o seu lado, vai ser complicado. Mas nisso não me quero intrometer, não vai ser comigo, porque o Benfica saiu da [direção] da Liga e espero não voltar lá. Por isso deixemos estar as coisas como estão. Quando uma pessoa é destratada é natural que o outro lhe responda também... É natural que aconteça", disse.

O líder do Benfica abordou ainda o corte de relações com o presidente do FC Porto e os comentários do Jorge Nuno Pinto da Costa sobre o mesmo.

"Há testemunhos dessa conversa. Ainda ontem falei com uma das pessoas que esteve lá e perguntou-me 'Oh Luís, como é que é possível uma pessoa mentir tanto?', por isso não vale a pena. É verdade, isto é um facto, estavam lá seis pessoas, ouviram todas. Os outros seis de certeza que não me vão chamar aldrabão", afirma.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.