"Com um empate já sairíamos satisfeitos. Cada jogador deve dar o máximo de si próprio, tal como no jogo com o Portimonense, para obtermos um resultado positivo no Dragão. Vamos tentar explorar os pontos fracos do FC Porto", afirmou o técnico, na conferência de imprensa de antevisão do encontro de domingo, referente à oitava jornada da Liga.

Apesar de a Académica não ganhar no reduto do FC Porto há 38 anos (3-2 em 1971/72), Villas Boas não atribui qualquer significado a esse registo histórico, preferindo contrariá-lo, ao defender que, "se conquistar pontos no Dragão, isso poderá constituir um bom tónico e um sinal de respeito por uma Académica diferente, com um futuro melhor".

Já sobre a sua estreia naquele palco, depois de ter sido adjunto de José Mourinho nos tetracampeões nacionais, Villas Boas desvalorizou esse facto, reiterando ser apenas "uma curiosidade, um capricho da vida", embora reconheça que vá encontrar pessoas e um clube que lhe dizem muito, num palco onde iniciou a sua carreira e onde cresceu.

"Agora quero é pensar no futuro da Académica e ter a consciência de que esse futuro é positivo e válido", sublinhou. Em relação às dificuldades que vai encontrar, o novo timoneiro dos estudantes realçou que "o FC Porto é uma equipa complicadíssima, rotinada", cujas características passam por um "conjunto objectivo, agressivo e forte na transição ofensiva", destacando valores individuais como Hulk e Cristian Rodriguez.

Villas Boas, que observou 'in loco' os campeões nacionais a jogar contra o Apoel, quarta-feira, para a Liga dos Campeões (vitória por 2-1), desvaloriza um possível desgaste físico: “Há hábitos de recuperação. Eles estarão ao seu melhor nível, por isso não espero qualquer tipo de facilidade".

Em relação aos jogadores indisponíveis, o defesa central Luiz Nunes e o médio Bruno Amaro são baixas confirmadas, enquanto o avançado Miguel Fidalgo está em dúvida, devido a um traumatismo no pé direito, sofrido no treino de sexta-feira.

Ao invés, Miguel Pedro recuperou de uma entorse na tibiotársica, podendo ser uma opção para os convocados da "Briosa".

O jogo entre o FC Porto, terceiro classificado, com 16 pontos e o último classificado, a Académica, com três, disputa-se este domingo, às 20:15, no Estádio do Dragão, com arbitragem de Hugo Miguel, de Lisboa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.