A lesão de Haris Seferović, sofrida ao serviço da seleção da Suíça na passada sexta-feira, veio trazer uma forte dor de cabeça a Bruno Lage. O suíço esteve em 17 dos 18 jogos já disputados pelo Benfica esta época, mas enfrenta agora uma paragem de, no mínimo, três semanas e falhará pelo menos os embates com Vizela (taça de Portugal), Leipzig (Liga dos Campeões) e Marítimo (Liga portuguesa).

Sem poder contar com o avançado de 27 anos, que soma quatro golos esta temporada, sobram ao técnico dois avançados de raiz : Carlos Vinícius e Raúl de Tomás.

Contratado ao Nápoles por 17 milhões de euros, o brasileiro estará na linha da frente para assumir a vaga no ataque se Lage olhar exclusivamente para os números. Soma sete golos marcados em 13 jogos, aponta, em média, um golo a cada 71 minutos em campo, e é o segundo melhor marcador da equipa esta temporada, apenas superado por Pizzi, que já leva 13 golos.

Já De Tomás, adquirido ao Real Madrid por 20 milhões de euros, tem estado abaixo das expectativas. Esteve em campo mais 232 minutos do que o colega brasileiro, mas apenas apontou um golo, na derrota por 3-1 na Rússia, ante o Zenit. Foi bastante utilizado no início da temporada, quase sempre formando dupla com Seferović, mas aos poucos foi perdendo espaço na equipa.

Com a lesão do suíço, porém, RDT poderá agora ter oportunidade de alinhar naquela que é a sua posição natural, 'nove', e talvez o treinador das 'águias' queira aproveitar o compromisso deste sábado da Taça de Portugal com o Vizela para testar o espanhol nessa posição, de forma a aferir se esta poderá ser uma solução válida para o compromisso seguinte, na Alemanha, frente ao Lepzig, para a 5ª jornada do Grupo G da Liga dos Campeões, que se prevê de maior dificuldade.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.