O médio, que em Janeiro deixou o Nacional da Madeira para jogar no FC Porto, entrou em campo com a bandeira da sua terra natal, num gesto simbólico de apoio às dezenas de vítimas mortais e feridos em função da destruidora intempérie.

O jogo grande da 20.ª jornada foi ainda antecedido de um minuto de silêncio.

O temporal que assolou no sábado a Madeira já causou 42 mortos, mais de 100 feridos e 248 desalojados, numa altura em que a ilha tenta restabelecer acessos e comunicações e o governo anuncia três dias de luto nacional.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.