O treinador do Gil Vicente, Vítor Campelos, elegeu hoje a “organização e concentração” como os pontos-chave para a sua equipa pontuar no duelo de segunda-feira, com o Sporting, no fecho da 12.ª jornada da I Liga de futebol.

“Vamos defrontar um adversário fortíssimo a jogar em casa e temos de ser uma equipa muito concentrada em todos os momentos do jogo, organizada, e a tentar a explorar alguns pontos que identificámos no Sporting. Estamos preparados para fazer um bom jogo”, revelou o técnico do conjunto barcelense, em conferência de imprensa.

Vítor Campelos reconheceu que os ‘leões’, em igualdade pontual com o líder Benfica, “não têm grandes fragilidades”, mas vincou que “não há equipas perfeitas” e lembrou que, na época passada, quando comandava o Desportivo de Chaves, venceu em Alvalade (2-0).

“São jogos e temporadas diferentes, mas sei que, para vencer em casa dos ‘grandes’, temos de ser concentrados ao longo de todo o jogo, e ter, também, uma ponta de sorte. O Sporting tem um plantel recheado de bons valores, bem reforçado e orientado por um excelente treinador que consolidou processos na equipa. Temos de ser muito focados”, analisou o técnico.

Questionado se o avançado sueco Gyokeres vai merecer especial atenção, Vítor Campelos apontou outros trunfos do Sporting.

“Já defrontámos outros jogadores de qualidade e sabemos que temos de estar ligados para os travar. E o Sporting não é só o Gyokeres, tem Paulinho, Pote [Pedro Gonçalves] ou Edwards. Temos de estar muito concentrados porque esses jogadores podem decidir um jogo de um momento para outro”, afirmou.

Sem vencer há quatro jogos para o campeonato (dois empates e duas derrotas) e sem ainda ter pontuado fora de casa na prova, Vítor Campelos abordou as propriedades que pretende ver corrigidas para mudar o percurso.

“Ainda não pontuámos fora e temos vontade de inverter isso. Queremos fazer um bom e jogo e, se possível, trazer pontos. Somos uma equipa jovem e temos sofrido golos em detalhes e erros individuais que são evitáveis. Temos de estar mais concentrados”, salientou.

O treinador gilista foi, ainda, instado a comentar o alegado interesse do Sporting no médio ofensivo japonês Fujimoto, considerando que é um jogador talhado para ‘voos’ maiores que o Gil Vicente.

“Quando cheguei, fiz uma aposta com ele, desafiando-o a fazer mais golos e assistências que nas épocas anteriores. Nesta altura, já marcou mais golos e bateu o seu recorde de assistências. É um jogador de qualidade, jovem, ainda com muito para evoluir. Tenho a certeza que vai atingir patamares mais altos. Gosto de ter os melhores, mas percebo a vontade do atleta de dar o salto se acontecer alguma coisa”, partilhou.

Com o avançado Alipour já recuperado de lesão, os ‘galos’ ainda têm dúvida, para este jogo, o central Gabriel.

O Gil Vicente, 13.º classificado, com 11 pontos, joga na segunda-feira no reduto do Sporting, que partilha a liderança do campeonato com o Benfica, ambos com 28 pontos, numa partida agendada para as 20:15, com arbitragem de Cláudio Pereira, da Associação de Futebol de Aveiro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.