O treinador do Moreirense, Vítor Campelos, realçou hoje que a sua nova equipa vai "estar mais perto de ganhar" e de se aproximar do sexto lugar da época passada, se praticar bom futebol na I Liga portuguesa.

O técnico, de 44 anos, assumiu a liderança dos ‘cónegos' com a responsabilidade de dar seguimento ao melhor campeonato já realizado pelo clube - 52 pontos, sob o comando de Ivo Vieira, agora no Vitória de Guimarães -, mas disse estar preparado para as "exigências e expectativas" postas na sua equipa técnica e ainda para lutar por algo mais do que a permanência.

"Os objetivos para esta época passam por jogar bem. Se jogarmos bem, vamos estar mais perto de ganhar e de, consequentemente, dar continuidade à afirmação do Moreirense na I Liga. Por isso, será esse o objetivo principal. Depois, tudo o que vier acima vai ser bom", disse, antes do primeiro treino da temporada, no Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas.

Apesar de já se ter estrado na I Liga, em fevereiro de 2018, como treinador interino do ‘vizinho' Vitória - derrota por 3-2, ante o Marítimo -, o técnico mostrou-se "feliz e grato" por ter a hipótese de conduzir uma equipa da "elite" desde a pré-época e prometeu formar um grupo com "identidade" bem definida.

"Tenho a certeza de que vamos ter um bom grupo. O Moreirense tem enraizada a ideia de família no grupo. Vamos tentar colocar a nossa identidade e a nossa ideia de jogo [em campo]", acrescentou.

O Moreirense apresentou-se no primeiro treino com 25 jogadores, sete deles reforços, e ainda sem o central Halliche, ao serviço da Argélia na Taça das Nações Africanas (CAN), mas Vítor Campelos admitiu que todos os setores ainda precisam de mais jogadores.

"Um plantel como o do Moreirense está sempre aberto a que cheguem bons jogadores. Todos os setores vão receber mais jogadores. Em conjunto com toda a estrutura, estamos atentos às nossas carências e à procura de jogadores que sejam mais-valias", explicou.

Apesar de reconhecer que o plantel está sujeito a "várias mexidas", o técnico prometeu "motivar" os adeptos do emblema ‘cónego' a estarem presentes nos jogos com "muito trabalho", "muita dedicação" e "muito rigor".

Depois de ter cumprido quatro épocas na II Liga, ao serviço do Trofense (2014/15) e do Vitória de Guimarães B (2015/16 a 2017/18), o treinador vimaranense reconheceu que o primeiro escalão é um desafio maior por ter "intervenientes de qualidade superior" e mais "mediatismo", mas que o trabalho de campo é essencialmente o mesmo.

O Moreirense vai cumprir o estágio de pré-época entre 08 e 13 de julho, em Ofir, no concelho de Esposende, e não divulgou ainda o calendário de pré-temporada.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.