Vítor Hugo Valente foi à sala de imprensa do estádio do Bonfim, onde teceu duras crítica a Frederico Varandas com quem se exaltou na tribuna do estádio.

"A proposta do Sporting não foi digna, a atitude do Sporting e do seu presidente, em vir ganhar três pontinhos contra estes jogadores, não é digna do futebol. Estes jogadores fizeram de tudo, tememos pelas condições deles para o próximo jogo. Como se isto não bastasse, a atitude prepotente de má educação do senhor presidente do Sporting que se apresentou no camarote, provocadora, que me fez dizer-lhe na cara tudo o que tinha de ouvir. A partir de hoje enquanto este presidente lá estiver não mantemos relações institucionais com o Sporting. Envergonha o futebol e a instituição do Sporting", disse o dirigente explicando a troca de palavras como o homologo.

"Uma atitude de prepotência, colocando em causa a alegação que fizemos e do nosso médico. Não é digno de uma situação daquelas. Disse-lhe o que tinha de dizer, ele sabe. A altercação foi a defesa da honra deste clube e desta cidade. Quem nos trata assim aqui é persona non grata.

O presidente do Vitória teve ainda uma palavra para os jogadores do Vitória.

"Este clube nunca os irá esquecer, disse-lhes no balneário. Uma palavra também para os adeptos, pela forma como perceberam que estes jogadores prontamente se disponibilizaram para jogar. Saímos daqui como vencedores pela forma como os adeptos reagiram."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.