O presidente do conselho de arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol, Vítor Pereira, lamentou hoje a morte Joaquim Campos, que recorda como "o primeiro grande árbitro da história da arbitragem portuguesa".

“Lamento profundamente o desaparecimento de Joaquim Campos, que recordo como o primeiro grande árbitro da história da arbitragem portuguesa", pode ler-se na mensagem de Vítor Pereira enviada à agência Lusa.

Vítor Pereira recordou ainda que Joaquim Campos foi o primeiro árbitro português a estar presente em duas edições do Campeonato do Mundo e um dos três árbitros a quem a FIFA outorgou a sua insígnia especial.

"Foi um dos grandes nomes da arbitragem portuguesa e constituiu sempre o exemplo do que deve ser um ex-árbitro, sendo pedagógico nas suas intervenções, permanecendo ligado à atividade e à sua associação de classe e tendo sido diretor do jornal O Árbitro", pode ler-se ainda na mensagem.

O dirigente federativo endereçou condolências e toda a sua solidariedade à família de Joaquim Campos.

O antigo árbitro internacional português Joaquim Campos, que representou Portugal nos Mundiais de futebol de 1958, na Suécia, e de 1966, em Inglaterra, morreu hoje aos 91 anos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.