O Vitória de Setúbal iniciou os trabalhos de recuperação e catalogação dos troféus, taças e acervo documental, que deverão culminar com a construção do futuro museu Josué Monteiro, informou hoje o clube no sítio oficial na Internet.

Segundo a nota emitida pelos setubalenses, o objetivo da empreitada passa por contribuir para a recuperação da memória coletiva do emblema da I Liga de futebol, que foi fundado em 20 de novembro de 1910.

“A missão passa por concretizar uma das principais necessidades do clube e criar um espaço digno que espelhe, com orgulho, a sua longa história desportiva e social, de quase 110 anos”, sublinham.

O Vitória de Setúbal pretende retomar a recuperação dos milhares de troféus que possui, trabalho que tinha sido interrompido em novembro de 2015, quando a câmara municipal anunciou o corte de relações com a direção então liderada por Fernando Oliveira.

“Foi criada uma sala de reserva que ocupa cerca de 107 m2, reúne as condições ideais para a reserva, conservação e arquivo dos milhares de troféus que se encontravam divididos em seis espaços distintos – 708 deles já inventariados e conservados no âmbito de um protocolo estabelecido com o município de Setúbal em 18 de maio de 2011 e que se pretende reativar”, referem.

A sala que vai no futuro albergar o espólio encontra-se dividida em espaços distintos que vão dotar a infraestrutura com todas as condições de armazenamento.

“A referida sala foi dotada com equipamento de segurança contra intrusão, ar condicionado para estabilização e controle da humidade e temperatura, e inclui três áreas para confinamento de taças e troféus (52 m2), uma para arquivo de documentos históricos (19 m2), um gabinete de tratamento, uma sala para ‘quarentena’ de taças e troféus intervencionados e ainda uma outra para armazenagem de material de conservação”, revelam.

Para levar a bom termo o projeto, a direção liderada por Paulo Gomes, eleito em janeiro de 2020, considera fundamental o apoio da autarquia setubalense “que tem desempenhado uma função determinante no processo técnico de conservação e inventário e na evolução de competências no seio de uma equipa de trabalho formada por elementos de vários órgãos sociais do clube e associados com experiência ou gosto por esta temática”.

O anúncio do início dos trabalhos de recuperação do espólio da antiga sala de troféus Josué Monteiro é feito uma semana depois de o Vitória de Setúbal ter revelado que estabeleceu uma parceria com o Kartódromo Internacional de Palmela, que vai permitir ao clube construir um Centro de Treinos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.