Walter Henrique da Silva, avançado brasileiro apontado ao FC Porto, foi ontem o centro das atenções na concentração do Internacional de Porto Alegre. O jogador abandonou a concentração do clube brasileiro e quando questionado pelos jornalistas sobre a razão da sua dispensa, Walter afirmou que ia sair do clube. “Saio e já não volto ao Inter”, afirmou.

Perante tal afirmação, o Internacional de Porto Alegre adiantou que Walter foi dispensado para “tratar de um problema pessoal” e que só se apresentaria ao trabalho na segunda-feira.

De acordo com a imprensa brasileira, Walter está descontente com os atrasos nas negociações e recolheu-se em casa há espera de uma conclusão. Em declarações à Rádio Bandeirantes, Walter foi mais longe e afirmou que está “praticamente vendido”. “Estou praticamente vendido e por isso estou a resolver problemas” disse à emissora brasileira.

Roberto Siegmann, assessor para o futebol do clube brasileiro, assumiu mais tarde que o Internacional de Porto Alegre tem uma proposta “bem boa” de um clube europeu para contratar o avançado brasileiro apelidado de “bigorna”, alcunha atribuída por levar tudo à sua frente.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.