É a primeira vez que Victor Zvunka trabalha em Portugal. O técnico gaulês tem metodologia própria, realizando três treinos diários, os dois da manhã a incidirem na vertente física e o da tarde mais táctico.

“Sei que é um período difícil, mas a boa condição física ajuda a preparar mentalmente os jogadores para a dureza da temporada e para a assimilação da vertente tática”, referiu.

Zvunka afirma estar satisfeito com as condições que lhe foram proporcionadas, nomeadamente um “relvado em boas condições” e “proximidade entre o hotel e o complexo desportivo”.

"Não posso pedir mais, estou satisfeito. Além disso, tenho verificado que os jogadores têm correspondido de forma muito satisfatória ao que se tem pedido”, sublinhou.

Zvunka diz não ter ainda nenhum modelo de jogo para a equipa: “Para a semana vamos trabalhar o vector táctico com maior acuidade. Vamos ter de nos adaptar ao campeonato, o que eventualmente pode trazer coisas novas aos jogadores”.

Sobre o início do campeonato, em que a Naval defronta FC Porto e Sporting no decurso das três primeiras jornadas, Zvunka não mostrou preocupação.
“Temos de jogar todos contra todos. Depois, defrontar grandes equipas normalmente é fator de motivação acrescida”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.